“Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser. Que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver”
Amyr Klink

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Teruel, Aragão - Espanha 2013

Teruel é a cidade onde a arte mudejar tem seus mais belos exemplares. Durante a Reconquista, quando os cristãos recuperaram as terras invadidas pelos árabes, muitos continuaram vivendo nas cidades recém ocupadas e trabalhavam na construção dando origem a este estilo único, o mudejar. Esta arte floresceu dos séc. XII ao XVI caracterizando-se pelo uso de tijolo e cerâmica vitrificada.

Duas torres se destacam, a Torre de San Martin e a Torre de El Salvador. A Torre de San Martin foi construída em 1316 e fazia parte da igreja do mesmo nome. Funciona como uma porta da cidade passando sob seu arco veículos e pedestres.






uma das portas da cidade após a torre

A Torre de El Salvador foi construída no mesmo período e também fazia parte de uma igreja. Está numa área mais central da cidade.


Outro destaque mudejar é a Catedral cuja torre é uma das mais antigas.




Na oficina de turismo há uma maquete da Catedral


Teruel também é conhecida por uma história mal sucedida de amor do séc. XIII entre um plebeu e uma nobre. Conhecidos por Os Amantes de Teruel  ganharam um mausoléu em 2005 ao lado da Igreja de S. Pedro, onde foram encontrados seus corpos. A visita ao mausoléu é precedida por um vídeo que conta a história e a descoberta dos seus corpos assim como suas moradas anteriores.

Mausoléu dos Amantes e a Torre da Igreja de S. Pedro

Torre da Igreja de São Pedro, uma das mais antigas




Infelizmente não visitamos o interior da igreja...

Mas a cidade tem mais histórias, diz-se que quando foi tomada dos árabes no séc. XII o exército do rei encontrou um touro bravo perseguindo uma estrela. No local desse encontro está a sua mais importante praça, Praça do Torico tendo ao centro a Fonte do Torico de 1858.




Na praça, além de bares, lojas e restaurantes há casas do Movimento Modernista do séc. XIX.



A cidade foi amuralhada no séc. XIII, a muralha possuía 7 portas das quais só sobraram 2 e torres defensivas, como a Torre de Ambeles na foto abaixo.


O centro histórico de Teruel apresenta um grande desnível com o restante da cidade, construiu-se então no séc. XVI o Aqueduto-Viaduto dos Arcos que levava água ao centro histórico, água que jorrava por várias fontes na cidade das quais só restou a que fica próxima à Catedral.

Aqueduto

Também foram construídas várias pontes para facilitar o acesso ao centro histórico, dentre elas a mais famosa é a da foto abaixo, hoje usada só por pedestres.


Fora das muralhas tem-se bonitas vistas do conjunto



No final do séc. XIX houve um movimento Néomudejar que associava o ferro ao estilo mudejar e cujo maior símbolo é a Escalinata de 1921, mais uma maneira de vencer o desnível entre as zonas da cidade.




Na nossa última noite na cidade acontecia uma feira medieval deixando o ambiente maravilhoso e valorizando os monumentos iluminados.

Museu Provincial















4 comentários:

  1. Pueblo fantástico.
    Hace pocos días que visite este pueblo

    https://www.google.es/#q=Albarracin&safe=off

    Saludos Albert

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Albert, Teruel é muito bonita mas Albarracin nos encantou.
      Acabei de escrever sobre ela, as fotos estão lindas mas ainda não conseguem mostrar toda beleza da cidade.

      Abraços

      Excluir
  2. Yo tenia ganas de visitar Teruel pero pasamos de largo, se hacia tarde para llegar a casa.
    Un placer ver las imágenes de Teruel.
    Muchas Gracias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não deixe de conhecê-la, é muito bonita.
      Abraços

      Excluir