“Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser. Que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver”
Amyr Klink

domingo, 20 de outubro de 2013

Coca, Olmedo e Medina del Campo, Castilla e León - Espanha 2013

Durante 5 dias percorremos a região de Castela e Leão que além de cidades importantes possui muitos castelos e vilas medievais bem preservadas através de estradas secundárias boas e bem sinalizadas.

Coca é um pequeno povoado que já foi uma cidade celta e romana apresentando vestígios dessas épocas além de um castelo de rara beleza. O Castelo de Coca construído no séc. XV foi mais utilizado como residência do que com fins defensivos, diferente da maioria  não se encontra sobre uma colina mas está rodeado por um grande fosso. Outra diferença é a utilização de tijolos em diferentes tons numa construção estilo mudejar, ou seja, com influências da arquitetura mulçumana.

Castelo de Coca


Atualmente aqui há uma escola florestal mas pode ser visitado. No seu interior ainda vemos pinturas em motivos geométricos mudejares.

entrada que substitui a antiga ponte levadiça
fosso 
pinturas geométricas mudejares
torre vista da parte superior do castelo
parte superior do castelo
parte posterior do castelo
A cidade ainda possui outros monumentos como a Torre de San Nicholas, única parte que restou da igreja mais antiga da cidade.

Torre de San Nicholas
 Coca teve 8 igrejas mas hoje a única completa que sobrou é a Igreja de Santa Maria La Mayor, no seu interior estão os túmulos da família Fonseca, donos do castelo.

Igreja Santa Maria la Mayor
 Das 3 portas que davam acesso a cidade só sobrou esta, a Porta de Segóvia ou Arco de la Villa, ao redor parte das muralhas e à frente duas esculturas celtas em pedra.

Arco de la Villa

muralhas e esculturas celtas

Olmedo foi um achado no caminho para Medina del Campo. É uma outra vila mudejar amuralhada que preserva algumas de suas sete portas como o Arco de San Miguel, ao lado da igreja do mesmo nome.



Arco e Igreja de San Miguel

Medina del Campo foi na época medieval um dos grandes centros comerciais do Reino de Castilla, na sua Plaza Mayor realizavam-se feiras, principalmente de lã, seu mais importante produto. A praça é um grande espaço retangular aberto onde hoje se encontram bares, restaurantes e lojas tendo em um dos lados importantes edifícios que representavam os três poderes, que são a Colegiata de San Antolín representando a igreja, a Casa Consistorial em granito representando a prefeitura e a Casa dos Arcos ao lado do Palácio Real representando o poder monárquico. Neste palácio morreu a rainha Isabel, a Católica, que aqui fez seu testamento em 1504 sendo também chamado de Palácio Testamentário.

Plaza Mayor de la Hispanidade

Colegiata de San Antolín

Casa Consistorial e Casa do Arcos
 A cidade era murada e dentro de suas muralhas ficava o imponente Castelo de la Mota, construído no séc. XIV é um dos maiores do país e um dos primeiros usados com fins militares. Aqui morou a rainha Isabel e sua filha Joana, a louca. Posteriormente foi usado como prisão tendo César Bórgia como seu mais importante preso.
Castelo de la Mota

Das 14 às 16 horas fica fechado, um fato muito comum na Espanha, a hora da "siesta", justamente o horário em que lá estávamos e por isso não conhecemos seu interior.

A primeira muralha é baixa e mudejar e a entrada se faz por uma porta construída na época dos Reis Católicos tendo seu escudo acima. Está rodeado por um grande fosso.

barreira da artilharia, entrada do castelo
fosso
 A segunda muralha é bem mais alta com torres robustas sendo a Torre de Menagem a maior com 40 metros de altura.
Torre de Menagem
espaço entre as duas muralhas

























2 comentários:

  1. Otro castillo que pueden visitar.
    Yo no tengo fotos, aun no loe visitado.
    Saludos desde Cataluña

    http://losblogsquesigo4.blogspot.com.es/2013/04/castillo-de-javier.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bonito, uma pena não termos conhecido.

      Abraços

      Excluir